A origem do Rocambole

O rocambole, ou bolo de rolo, é um dos tipos de doces mais consumidos em todo o Brasil. Suas origens europeias ganharam o gostinho dos ingredientes brasileiros e ganhou um lugar muito especial no coração e no paladar dos habitantes de nosso país.

Um rocambole é uma receita que pode significar muitas coisas. Ele pode ser salgado, doce e possuir inúmeras receitas de pão no recheio, do elaborado até ao mais simples e pronto para rechear, Quando doce, é formado por lâminas de massa assada bem finas enroladas, ficando ao final parecido com um rolo, e recheadas com ingrediente a escolha.

Uma das histórias famosas sobre esta sobremesa francesa está associada com grande Napoleão Bonaparte da França. Ele emitiu uma proclamação, como por que, povo de Paris foi obrigado a fechar as chaminés de suas casas durante os invernos. Pensou-se que a entrada de ar frio para dentro das casas estava causando disseminação de doenças e a proclamação foi orientada para a prevenção dessas doenças. Foi nessa época que Buche de Noel ou yule log bolo foi inventado em Paris.

Como uso de lareiras foi proibida, eles precisavam de algum tipo de símbolo tradicional que pudesse ser desfrutado com a família e amigos durante a época festiva que cai no inverno. Assim, este bolo tornou-se uma substituição simbólica em torno do qual a família poderia se reunir para contar histórias e outras atividades de férias.

Atualmente, o brasileiro conhece o rocambole de vários sabores e combinações. Originalmente, este tipo de bolo era somente doce e foi trazido da Europa durante a época do império. Conforme o tempo foi passando ele começou a ser cada vez mais difundido. E foi nas cozinhas de senhores do engenho que ele se consolida como um dos doces mais consumidos em todo Brasil.

No ambiente doméstico senhorial, era comum inventar bolos e batizá-los com nome das famílias tradicionais do engenho de origem. Um dos mais conhecidos e aristocráticos, que extrapolou as fronteiras dos sobrenomes e se tornou popular entre os pernambucanos, é Souza Leão, que, ao que consta, tem mais de 140 anos. Acredita-se que sua autoria se deve a dona Rita de Cássia Souza Leão Bezerra Cavalcanti, esposa do coronel Agostinho Bezerra da Silva Cavalcanti, proprietário do engenho São Bartolomeu, em Recife.

Confeitaria em Santos | Chococau

Confeitaria em Santos | Chococau

2018-09-17T08:49:56+00:00
WhatsApp chat